as máscaras!

No ar uma sensação de aparências, todo mundo quer estar no correto, o bem-considerado, a moda, ” o progresso”,  de alguma maneira disfarçar o que realmente se vive, sofre, anseia…
máscaras … cada um com sua máscara …

*se você quiser quitar sua máscara poderia remover as dos outros.


Para ver a colada de cartazes:  http://www.flickr.com/photos/polacatarsis/sets/72157624104812628/

Anuncios
Galería | Esta entrada fue publicada en CARTELES y etiquetada , , , , , , , , , . Guarda el enlace permanente.

3 respuestas a as máscaras!

  1. El bitxo es alucinante!
    Los bigotes los desparramaste sobre el Scaner?
    Seguro que si… Seguro que antes los incubaste en el MicroOndas hasta que algún liquido se desparramó por tu cocina…
    Que linda escena artistica!
    Como si la viera…

    Bravo compa!
    Dale duro!!! Genial proyecto!!!
    Sube fotos!!
    Bs.
    A™

  2. chotawa dijo:

    ésta serie me ha encantado, maravilloso cuándo alguién se quita ese cascarón.
    Tb tiene su magia confundirse y creer que es una cosa que al final resultá que no … a todos nos pasa, lleva tiempo llegar a ver las carnes sin interferencias.
    Mais mais.

  3. lapina dijo:

    Poderes e impoderes da arte.

    Atuando num espaço intermediário entre o documento e a obra de arte, e mantendo também presente que qualquer documento não queda exhento de poder ser obra de arte, o trabalho realizado por Rebeca quer destacar essa nossa consciência dos dramas que ensangüentam o mundo, e cuja origem é política.

    Então, botando mão dos recursos artísticos para fixar melhor esse instante trágico, da seu testemunho tornando-o duravelmente memorável.

    A o mesmo tempo que nossa consciência ética e política, cresse também o nosso sentimento de impotência já que os perigos parecem incontáveis e cada problema e dunha complexidade desanimadora. A pregunta reside então em, como poderiam os artistas tomar partido politicamente, sobre os grandes assuntos que nos preocupam sem demostrar risível ingenuidade?

    Não acho resposta em este sentido mais acho k um bom começo é essa destaque para tomar consciência do que nos envolta, e essa tentativa e consumação dum grito que na ilusão de permanecerem o lado de outros possa ser ouvido por alguém, despertar esse mal nomeado “inconscente colectivo” k nos alinea e nos mantem afastados sem nos deixar pensar demasiado no mundo. ( falo de inconscente, no caso dos que pertence ao poder, já que é uma evidencia que as classes menos favorecidas som conscentes da crua realidade).

    Ai algo de perverso neste trabalho, gosto dessa perversão, más que isso é uma realidade tan perversa como a realidade mesma, não acho que o trabalho possa ferir ninhem porque o mal já está feito coa exclusão, que o longo da historia e de forma perversa, que se faz de innumeraveis colectivos de pessoas, sim todos sabemos que não ai uma fórmula pra solucionar esse modo de estar no mundo, quizais esteamos precisando de innumeraveis trocas, pero isso não é nada novo…

    …a ideia de botar fora a máscara seria na visão particular da Rebeca um bom começo pra trocar muitos preconceitos atuais…

    parabéms Rebe

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s